O que causa formigamento no braço ou na perna?

0
20


É tiro e queda: basta ficar parado na mesma posição por muito tempo, deitar com a cabeça por cima do braço ou sentar sobre uma das pernas que aquela sensação de que há um monte de formigas andando na pele começa. Abaixo, você descobre o que acontece dentro do seu corpo quando ocorre o formigamento de algum membro e em quais situações é necessário procurar auxílio médico (às vezes, ele é sinal de infarto ou AVC):

1. Pressão-surpresa

Os nervos que se ramificam da medula espinhal para todos os cantos do organismo são essenciais para nos movimentarmos. Eles também transmitem informações de tato, calor e dor para o cérebro. O formigamento começa quando a gente aperta alguma dessas estruturas por um tempo prolongado.

2. Encanamento fechado

Além do bloqueio dos nervos, os vasos sanguíneos superficiais também podem sofrer com o amasso inesperado. Isso acontece se ficamos numa mesma posição por muito tempo ou ao sentarmos em cima de uma das pernas — o que reduz a chegada de oxigênio e nutrientes a uma certa região.

<span class="hidden">–</span>SAÚDE é Vital

3. Deu tela azul

A falta de contato com as terminações nervosas, somada à redução na circulação de sangue, faz o cérebro perder contato com aquele trecho do corpo. Por alguns minutos, é como se ele “desaparecesse” do radar. É daí que vem aquela ilusão de que há milhares de formigas andando na pele. Mas basta se endireitar para que tudo volte ao normal.

<span class="hidden">–</span>SAÚDE é Vital

Doenças que causam formigamento

Esclerose múltipla: ela acomete o sistema nervoso, que então dispara essa sensação sem um motivo claro.

Hérnia de disco: quando a placa gelatinosa que fica entre as vértebras escapa, ela pinça a raiz de um nervo.

Álcool em excesso: errar a mão na quantidade de bebidas deixa o cérebro confuso e o corpo meio que anestesiado.

Câncer: dependendo da região em que o tumor se desenvolve, ele pode pressionar nervos.

Infecções: além de bagunçar o sistema imune, alguns vírus, como o HIV e o zika, ainda mexem com o sistema nervoso.

Falta de nutrientes: se o consumo de vitamina B12, cálcio ou potássio estiver abaixo do ideal, a dormência dá as caras.

Fontes: Antônio Cézar Galvão, neurologista, responsável pelo setor de neurologia clínica do Hospital 9 de julho (SP); Marcus Yu Bin Pai, fisiatra e pesquisador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do Hospital das Clínicas de São Paulo



Fonte do Artigo

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui